Três esculturas de figuras femininas semi-nuas. Uma escultura de figura feminina semi-nua.

O desenho da Praça Afonso de Albuquerque, com a escultura homónima no centro, foi repensado para a Exposição de 1940, e foram-lhe acrescentados quatro pequenos espelhos de água, cada um com uma estátua de mulher da autoria do escultor Barata Feyo. Cada mulher está acompanhada por uma figura diferente: uma criança, um cavalo marinho, um cabrito e um carneiro. A orientação das peças, viradas umas para as outras, forma uma cruz, com Afonso de Albuquerque ao centro.

Milu, Tatão e Luisinha não percebem porque é que Albuquerque insiste que elas têm de permanecer nos seus lugares aos cantos do geométrico jardim defronte do palácio de Belém. Eugénia revira os olhos e resmunga qualquer coisa sobre o patriarcado. Está calor, e as senhoras decidem ignorar o rabugento governador e ir encontrar-se com os seus amigos na piscina da Praia do Império.

Voltar à página inicial